Limão Cravo

Berço da Muda Classe A

Caixa Postal 141
Casa Branca, SP 13700-970
Tel. 19-3671.4560 19-3679.9382
 19-9204.7803

Mudas Cítricas Citrolima  "A Qualidade que Você Exige
A Tranquilidade que Você Merece"


Página Inicial
Conheça-nos Melhor
Nossa Muda Cítrica
O que são Mudas Classe A?
Produtos & Serviços
Variedades, Plantio, etc
Preços
Borbulhas - Disponibilidade
Onde Estamos - Mapa
Novidades, Informações
Novas Variedades
Porta-enxertos
Clonagem Online
A Bactéria do Amarelinho
Greening - HLB - Psilídeos
Suporte
Links
Fale Conosco

Limão Cravo

 Nome científico: Citrus limonia Osbeck

 Nome internacional: Rangpur lime

 Outros nomes: limão Rosa, limão Cavalo, limão Francês, limão vinagre

 Origem: China

 Última atualização: Julho 2005

             O limão Cravo é o porta-enxerto mais utilizado na citricultura paulista, atualmente com mais de 80% de participação nos pomares. A razão principal da preferência é sua produtividade alta e precoce. Plantas enxertadas em limão Cravo geralmente têm boas safras a partir dos 3 anos de idade. Talvez a maior responsável pelo desempenho deste cavalo seja sua resistência à seca, já que mais de 90% de nossa citricultura depende das chuvas para suprimento de água, e estiagens de 60 a 120 dias durante a florada são comuns.

 O limão Cravo é resistente à Tristeza mas susceptível a outras doenças: Exocortis, Xiloporose, Gomose, Nematóides, Declínio e Morte Súbita. Com as possíveis exceções do Declínio e da Morte Súbita, as demais doenças podem ser amenizadas ou eliminadas com cuidados na formação das mudas. Em regiões de alta incidência de Declínio, e nas áreas onde a Morte Súbita existe, o limão cravo tem sido abandonado como porta-enxerto cítrico. Em pomares novos nas regiões de Morte Súbita no triângulo mineiro e no norte de São Paulo, plantas em limão cravo tem sido sub-enxertadas com porta-enxertos tolerantes à doença, como citrumelo Swingle, Cleópatra ou Sunki. Nesta operação, um novo porta-enxerto com 6 a 12 meses de idade é plantado ao lado da planta original e seu tronco enxertado no tronco da mesma acima da primeira região de enxertia. A copa, assim, passa a ter também o suporte do novo porta-enxerto, sobrevivendo caso o limão Cravo original seja afetado pela Morte Súbita. Novos plantios nestas áreas, ou mesmo em regiões ainda indenes, têm recorrido à sub-enxertia já na formação de mudas, de forma que a planta beneficia-se de todas as qualidades do limão cravo, mas tem um segundo porta-enxerto presente para o caso de ataque da Morte Súbita.

 Plantas enxertadas em limão Cravo apresentam ótimo vigor, adaptando-se muito bem aos tipos mais comuns de solos, mesmo os mais fracos e arenosos, onde podem ter performance excelente com complementação nutricional. As frutas produzidas em plantas sobre limão Cravo são de bom tamanho, mas têm qualidade média quanto à concentração de açúcares e a relação açucares/acidez (sabor). A produção de açúcar por planta ou hectare também é excelente. O limão Cravo induz maturação precoce das frutas, permitindo aproveitamento maior dos preços melhores do início da safra.

           As condições especiais em que citricultores se interessam pela busca de outro porta-enxerto para substituir o limão Cravo são (geralmente esta troca exige a instalação de irrigação nos pomares):

  1. Alta incidência e severidade de Declínio, o que ocorre em certas áreas de São Paulo, principalmente na região norte.

  2. Solos com alta umidade como terras baixas e proximidades de minas, rios e várzeas.

  3. Exigência de alta qualidade da fruta, geralmente para exportação.

  4. Necessidade de maturação tardia das frutas, para explorar mercados em finais de safra.

  5. Áreas com alta incidência de doenças como Gomose e Nematóides.

  6. Replantas em áreas com alta incidência de doenças de solo ou Declínio.

  7. Necessidade de se controlar o vigor das plantas, geralmente visando custos operacionais mais baixos.

  8. A incidência de Morte Súbita próxima à ou na região do pomar.

          As plantas de limão Cravo são muito vigorosas e produzem grande quantidade de frutos com muitas sementes por fruto. As sementes do limão Cravo não são totalmente poliembriônicas e a incidência de plantas atípicas (híbridos ou "machos") nas sementeiras é grande. Muitas vezes aproveita-se apenas 50% ou menos das plantas emergidas na formação dos viveiros.

            O limão Cravo adaptou-se muito bem ao clima e ao solo brasileiros após a introdução no país e hoje é encontrado  na maior parte do país como uma planta selvagem, nas montanhas, pastos ou beiras de rios. Há diversos clones reconhecidos de limão Cravo, com diferenças bem definidas nas plantas mães, mas ainda pouco conhecidas no comportamento como porta-enxertos. Além do limão Cravo comum, coletado de plantas não cadastradas, os clones mais conhecidos são os limões Cravo Limeira e Taquaritinga, originários das respectivas cidades paulistas, e o limão Cravo Santa Barbara, originário da California, U.S. Recentemente, nossa empresa lançou um novo clone de limão Cravo, tolerante à Verrugose, com o nome Citrolima 1.

           As plantas de limão Cravo são muito vigorosas nos viveiros e requerem cuidadosa desbrota para que cresçam com uma haste única e ereta. São muito sensíveis à Verrugose que, se não controlada com fungicidas cúpricos, torna muito difícil também a obtenção de plantas com hastes únicas. Quando assim conduzidas, são excelentes para a enxertia, verga para o forçamento da brotação e formação da muda em geral.  Alguns clones de limão Cravo são muito sensíveis à Alternária, um fungo que causa manchas nas folhas mas que pouco interfere na produção das mudas.

  Voltar para Porta-enxertos

Pesquisa personalizada em www.citrolima.com.br
 
©2009. Mudas Cítricas Citrolima. Permitida reprodução desde que mencionada a fonte. Contate-nos.